Como assim, um fim?

Como assim, um fim?

Ontem, esta miúda, a minha miúda, disse que tudo tinha um fim.

sofiafim

Permitam-me discordar completa e absolutamente desta frase.

O hóquei feminino tal como o conhecemos (as equipas mistas depois dos 13 anos de idade) começou com ela. O que andámos, o que mudámos. Caramba, até são permitidas equipas mistas em seniores!
E isso não se apaga com o descalçar dos patins. Mais do que um fim, esta miúda foi, e será sempre, o princípio da mudança e da construção da realidade de hoje.

Porque sei o que é ser maria-rapaz numa aldeia onde todos jogam hóquei, menos a maria-rapaz. Porque a vi com a força e a vontade necessárias em contrariar isso, em não ceder, em lutar pela paixão pelo jogo, em viver os sonhos, em jogar com o seu destino.

IMG_2665.JPG

Porque a acompanhei na ansiedade que a cada dois anos espreitava, na espera pelas decisões dos outros que lhe decidiam o futuro. Porque a vi vestir outras camisolas sem nunca tirar a paixão pelo preto e branco do coração.

IMG_2668.JPG

E se ela viveu bem esse sonho! E jogou com a vida, e em rinque, como poucos!

Qual fim, qual quê! Como é que se decide o fim de uma paixão que faz parte de nós? :)

Quanta admiração. Quanto orgulho.
Quando for grande, quero ser como tu, Sofia! 

Seguimos juntos, miúdos! Sempre!

Seguimos juntos, miúdos! Sempre!

# as minhas primas são as melhores

# as minhas primas são as melhores