romance vertical de couves pato

romance vertical de couves pato

Já vos disse o orgulho que tenho neste miúdo? Façam o favor de ir. Por vocês, pela vossa cultura (e por mim).

[A língua não tem fim e as palavras são inacabadas como nós vivos. Nunca se enterrou qualquer palavra. As palavras mortas são como nós mortos e falecidos, esquecidas de todas as bocas. Sem mais uma saliva que se lhes entregue.]

Luís Pedro Ferreira in Romance Vertical de Couves Pato (Parabéns maninho!)

Sessão de lançamento dia 16 de Março de 2013 às 16:30h na Biblioteca Municipal de Alcobaça.

o dia que ele mais gostava

o dia que ele mais gostava

Alguém viu o Tobias?

Alguém viu o Tobias?