o som das balas vive em mim

rebentou um pneu na rua. do alto dos seus cinquenta e poucos anos, ela levantou-se e afastou-se das janelas. todos se riram e ela calmamente respondeu:

vejo guerra desde 1961, o som das balas vive em mim, ainda está na minha cabeça. pode ter sido um pneu, mas até confirmarem, eu escondo-me.

fiquem aí sentados, se forem balas não se queixem depois.

X100s -> mais vale tarde do que nunca.

X100s -> mais vale tarde do que nunca.

fortaleza de são miguel

fortaleza de são miguel